A importância da Produção Cultural e da Produção Musical, como áreas que lidam com bens culturais, pode ser atestada nos resultados da 33ª Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, realizada em Paris, em 2005, quando se reafirmou a importância da diversidade cultural como uma característica essencial da humanidade. Por essa reconhecida importância, os bens culturais devem ser percebidos por seu valor econômico, além do seu valor cultural e social. 

Com base na conceituação sobre bens/produtos culturais pode-se entender a função do Produtor Cultural para o fomento a cultura. Ele promove os bens culturais e administra um ciclo que vai da produção até a comercialização de produtos culturais. Entretanto, antes dessa definição de funções e atividades é importante refletir sobre a denominação ‘Produtor Cultural’. Há ainda certa falta de clareza sobre a definição de nomenclatura do profissional que trabalha com organização de cultura, no Brasil, geralmente denominados de Produtores Culturais. Os cursos superiores na área são, de certa maneira, os responsáveis por essa denominação e pela atribuição da identidade profissional. A falta de clareza, no entanto, dá-se, segundo RUBIM (2008) dado que a expressão Produção Cultural pode servir de um ‘guarda-chuva’ para agregar todos os fazeres profissionais do campo da cultura. É uma denominação abrangente e está relacionada à própria história das políticas culturais no Brasil.

Ainda assim, num esforço de objetividade, pode-se entender o papel do Produtor Cultural como aquele que gerencia a produção e a organização de bens e de produtos culturais. Para isso, podem organizar eventos culturais diversos, tais como shows, exposições, espetáculos em linguagens diversas, como música, dança ou teatro, entre outras inúmeras atividades de expressão cultural. A Produção Musical pode ser entendida como um ramo especializado da Produção Cultural que requer um saber específico e tem atuação focada nos negócios da música.

Diferenças 

A diferença marcante entre a Produção Cultural e a Produção Musical é a especialização da segunda diante da generalização da primeira. Isso quer dizer que a Produção Cultural é uma área mais abrangente e trabalha com multilinguagens. Já a Produção Musical é um ramo mais especializado, voltado basicamente à produção de música como produto cultural e artístico. Enquanto o Produtor Cultural pode desenvolver desde o projeto até a organização e a prestação de contas de shows, de exposições, de peças de teatro, de livros, de eventos artísticos e culturais em geral, o Produtor Musical se dedica à produção de arranjos, de CD´s, de jingles, de trilhas sonoras, além de fazer a produção musical de artistas, seus CD´s e concepções musicais de shows. Tanto a Produção Cultural como a Produção Musical são áreas importantes para o fomento da cultura e para a democratização do acesso à diversa cultura brasileira.

Confira diversas análises sobre esse setor em: http://www.bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/eac2a04be2aaaf40c20bd9c5cd7d8b77/$File/7370.pdf

produção cultural e musical