O mercado não está receptivo a modelos de negócios iguais. Os consumidores buscam inovação e praticidade. A alternativa para o sucesso da empresa pode ser a segmentação dentro de um mesmo espaço. Unir forças com outros pequenos negócios pode abrir as portas para uma nova clientela, além de reduzir custos.

 

Os espaços colaborativos são lojas em que empreendedores podem alugar espaços predeterminados para vender seus produtos. O mix de oferta se configura através de um mecanismo de filtragem em que os próprios consumidores decidem quais marcas permanecem. A demanda do público orienta a constante renovação, abrindo lacunas para outros exporem seus itens.

 

Os produtos são diversificados, segmentos diferentes com estilos relacionados, porém abarcando interesses em comum do público alvo. O importante é fazer uma curadoria que tenha a ver com o perfil e estilo de vida dos consumidores. Caso já tenha um negócio aberto, é possível fazer um levantamento sobre o que agradaria os clientes que já são fidelizados a marca.

 

É possível adquirir itens de decoração, acessórios para casa, vestuário, calçados, entre outros. É um tipo de negócio oferece a oportunidade de o cliente montar um look completo e sair da loja pronto para um evento. Os empresários investem nisso para aumentar o faturamento, oferecendo a venda de bijuterias, roupas, entre outros itens que agregam valor.

Um caso de sucesso é a loja Endossa, a partir do interesse de disseminar esse modelo de negócios, predominante no meio virtual. O intuito foi impulsionar as marcas e a produção de pequenos empreendedores que tem dificuldade de se inserir no mercado varejista.

A primeira loja foi fundada em 2008 em São Paulo. Hoje se encontra em três estados com cinco lojas. Consolidou-se como exemplo de iniciativa de comércio criativo. A dinâmica da loja envolve filtragem colaborativa através de metas de vendas. Segundo o site da Endossa: “Quem não atinge o endosso libera o espaço para uma nova marca da lista de espera.”.

As vantagens de expor num espaço colaborativo é poder reunir expositores em um ambiente descontraído e com uma proposta inovadora, além de criar oportunidade de divulgação de pequenas marcas. A empresa acredita que a filtragem colaborativa aproxima o consumidor e suas demandas garantindo a percepção de qualidade dos produtos. A loja atua como um catalisador que reune vendedores e compradores facilitando as transações entre ambos.

 endossa--augusta