O encadeamento produtivo se apresenta como um modelo para aumentar a competitividade, a cooperação e a competência tecnológica e de gestão das empresas, através de relacionamentos de longo prazo e mutuamente atraentes, que se estabelecem entre grandes companhias e pequenas empresas de sua cadeia de valor. Assim, cadeia de valor pode ser definido como um conjunto interligado de todas as atividades que criam valor, que passam desde uma fonte básica de matérias-primas ou insumos, fornecedores de componentes ou serviços, produção (fabricação ou serviços), distribuição e varejo, consumo, atividades de pós-vendas, como assistência técnica e manutenção, até a coleta, eventual reciclagem de materiais e a destinação final.
encadeamento-produtivo
Os pequenos negócios da construção civil integram, de duas maneiras, a cadeia de valor das grandes empresas:
 Como jusante: fazendo as vezes de distribuidor, revendedor, prestador de serviço, reciclador, ou seja: inserido na ponta final do processo e, como montante: atuando como fornecedor, subfornecedor, prestador de serviço, ou seja: Está envolvido durante o processo produtivo e na cadeia de suprimento.
Com o conceito de encadeamento produtivo, os pequenos negócios, que atuam como terceirizados em obras sob responsabilidade das grandes empreiteiras, aumentam sua competitividade,  desenvolvendo e aprimorando competências para que realizem suas próprias melhorias e integrem a cadeia de valor dessas empresas. Assim, o eixo principal é a capacitação desses pequenos negócios, para que trabalhem conforme as exigências de certificações de sustentabilidade da construção civil, reequipamento de pequenos negócios e aproximação dos empreendedores com as grandes empreiteiras, por meio de um banco de parcerias.
Para saber mais sobre o assunto, clique aqui.