modulo-inicio

Com maracatu e artesanato em barro que a 17ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) será realizada de 07 a 17 de julho, no Centro de Convenções (Olinda).

Esta edição evidencia dois artistas pernambucanos. A cerimônia de abertura da feira, que acontece nesta quinta (7) às 15h, conta com grupos de maracatus em memória à obra do percussionista Naná Vasconcelos. A Alameda dos Mestres, uma das ruas da feira, homenageia as obras do mestre Manuel Eudócio.

A Fenearte se destaca como a maior feira de artesanato do Brasil. O tema deste ano será “O artesanato, a arte brincante” e a estrutura reunirá cerca de cinco mil expositores, de origem local, nacional e internacional, dentre eles Turquia, Tunísia, Turcomenistão, Uruguai, Tailândia, Sudão, Somália, Serra Leoa, Senegal, Arábia Saudita e Alemanha.

Algo inédito é a ala dedicada à arte sacra. O I Salão de Arte Popular Religiosa de Pernambuco vai contar com 50 peças, das quais 47 estarão à venda na feira.

Nesta edição da Fenearte há um espaço montado especificamente para homenagens ao universo de brincadeiras populares revivendo a simplicidade dos brinquedos artesanais. A passarela montada receberá 15 desfiles, trazendo a interação entre moda e artesanato. Também haverá apresentações musicais todos os dias.

Além disso, foi criada uma área exclusiva para food trucks com 12 restaurantes, 25 estandes de alimentação e cinco food bikes. O evento também oferecerá acesso a wi-fi gratuito.

“A Fenearte vem crescendo a cada ano, mas sem perder a essência. Teremos a presença de todos estados da federação também expondo seu artesanato e cerca de 60 países. A cada ano ela cresce e movimenta a economia. A crise não abalou a Fenearte. Mesmo em 2015, que passamos por um momento adverso, ela deu exemplo e superou os números de 2014 com mais visitantes, tendo uma movimentação maior da economia”, destaca Felipe Carreiras, secretário de Turismo Esportes e Lazer.

Rodada de Negócios

A proposta da rodada de negócios é criar oportunidade para a comercialização entre artesãos locais e vendedores nacionais de artesanato. Devido a importância dessa iniciativa, o Sebrae-PE resolveu ampliar (de três para 11 dias) e atualizar sua rodada de negócios, será disponibilizado um catálogo virtual, tornando o processo mais rápido e dinâmico.  

Segundo a colaboradora do Sebrae-PE, Verônica Ribeiro: “Os compradores do Sul e Sudeste aguardam a realização da Fenearte para fechar negócios. A gente entende que estamos em um momento de crise, mas o artesanato e o setor criativo tem se comportado de uma forma diferente, conseguindo manter as vendas. Então, a nossa expectativa é que em 2016 a Rodada de Negócios apresente um crescimento de 10% em relação ao ano passado”.

FENEARTE

DATA: De 7 (quinta-feira) a 17 de julho (domingo)

LOCAL: Centro de Convenções de Pernambuco – Complexo de Salgadinho, Olinda

HORÁRIOS: Segunda-feira a sexta-feira: 14h às 22h/ Sábados e domingos: 10h às 22h

VALORES: Segunda a quinta R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia) / Sexta, sábado e domingo: R$ 12 (inteira) R$ 6 (meia) – Meia-entrada para estudantes, crianças até 12 anos, professores e pessoas com mais de 60 anos

 fenearte

Foto retirada do site Folhape