O Sebrae apresenta informações de como divulgar a venda de peixes e atrair um número maior de consumidores em seu empreendimento.

Carápio-Final

Apesar de amplamente apreciados, os peixes enfrentam algumas barreiras em alguns mercados. Questões relacionadas com problemas de qualidade e elevado preço distanciam os consumidores.

Para reverter esta situação, o empresário e produtor de peixes deve montar sua estratégia de marketing focada no seu mercado consumidor e procurando alcançar o maior número de clientes potenciais. Os principais meios de divulgação aplicados aos negócios são: encartes de supermercados, revistas e jornais, TVs, rádio, materiais gráficos, internet e outdoor.

Os consumidores de pescados exigem, principalmente, o fator qualidade, por exemplo, o frescor e o congelamento correto, que aliados ao preço e ao tipo de espécie ofertada, reúnem as informações para tomada de decisão na compra dos produtos.

Frente aos meios de divulgação mencionados, a venda de peixes limita-se quase sempre à análise presencial dos consumidores, visto a necessidade de avaliação dos aspectos sanitários do produto. Entretanto, os meios de divulgação trabalham principalmente no quesito preço e inovação de produtos para atrair os consumidores.

Nos últimos anos o Brasil vem implementando políticas para o aumento do consumo de pescados e consequentemente gerando uma maior demanda ao setor produtivo.

Campanhas publicitárias do governo federal buscam promover o produto e o setor, além do desenvolvimento da culinária e gastronomia, explorando os benefícios à saúde humana e as características próprias dos pescados.

A estratégia de marketing para o consumo de peixes pelo consumidor final (alvo do processo) necessita de uma boa articulação entre o setor produtivo, comerciantes e instituições, principalmente quando se trata de uma questão cultural, havendo ainda o fator tempo, incluído para o amadurecimento da estratégia adotada. O setor de avicultura pode ser um exemplo positivo para a piscicultura brasileira.

Saiba mais acessando: Ideias de Negócios para 2014

Fonte: Sebrae 2014