sebrae mercados, produção de sementes e mudas florestais

A muda de essência florestal é um produto de grande aceitação comercial, principalmente quando existem linhas de crédito de longo prazo para financiar sua implementação, quando não, pela existência de empresários do ramo madeireiro consciente da necessidade de reposição e enriquecimento florestal. Na pequena propriedade de base familiar, existe uma demanda crescente para os cultivos de sistemas agroflorestais, associadas a espécies frutíferas.

Para estabelecer um negócio de produção de mudas não são necessários grandes investimentos, todavia, é preciso dominar as técnicas de conservação de sementes, germinação, construção e manejo do viveiro e o mais importante, conhecer e executar os tratos culturais exigidos por cada espécie explorada, inclusive climatização antes do plantio a campo e transporte até as áreas a serem plantadas.

O mercado-alvo a ser atingido é composto por clientes consumidores de mudas florestais para fins de reflorestamentos, bem como empresários rurais em processo de regularização ambiental, mercado consumidor de matéria-prima florestal (madeira, lenha, carvão, resinas e cascas) e de mudas de plantas nativas para paisagismo. Outro aspecto importante que deve ser criteriosamente estudado para o sucesso do empreendimento, diz respeito à disponibilidade de sementes viáveis na época ideal de semeio e germinação, para se ter a muda dentro do padrão de plantio, no início do período chuvoso.

Isso implica possuir uma equipe de coleta, ou contratar junto às comunidades extrativistas a aquisição destas sementes ou ainda, manter parcerias com institutos de pesquisa e banco de sementes para a aquisição das quantidades desejadas para cada espécie. Em qualquer uma das situações escolhidas pelo viveirista é fundamental manter o controle sobre a qualidade das sementes, caracterizada pelo grau de pureza, uniformidade do lote e percentual de germinação.

Inicialmente é necessário conhecer as espécies florestais que são importantes para a indústria madeireira e as práticas culturais recomendadas pelos centros de pesquisa para somente então se decidir sobre as espécies a serem utilizadas para a produção de mudas. Essa estratégia da empresa visa identificar as necessidades dos clientes dos produtos e montante da cadeia e transformá-las em requisitos de produção para garantir mercado e a satisfação dos produtores.

A unidade de produção destas mudas de espécies florestais se caracteriza como uma empresa de produção de insumo primário que tecnicamente deverá estar localizada o mais próximo possível do mercado consumidor, de onde o produto deve sair pronto para o plantio nas diversas propriedades adquirentes.

O empresário precisa saber que a qualidade das mudas oferecidas fará a diferença na hora que o produtor decidir de quem comprar, por isso, as características dos produtos que definem a qualidade e o interesse de compra estão intrinsecamente relacionados à: qualidade e origem das sementes, técnica de cultivo das espécies, resistência ao ataque de pragas, uniformidade padrão das mudas, acesso fácil ao viveiro, habilidade de negociar do gerente, proximidade dos centros consumidores, equipe técnica envolvida na produção de mudas, preço e condições de pagamento e disponibilidade imediata.

O empreendedor deverá formalizar contratos prévios com os clientes, para produzir as mudas sob encomenda, essa providência garante a venda antecipada do produto e a certeza que o produto pronto não ficará encalhado para o ano seguinte, com oferta de muda sobre ano. Nesse aspecto, é primordial procurar as organizações de produtores, agentes financeiros, órgãos públicos de controle ambiental, de assistência técnica e de pesquisa para fechar contratos futuros de venda das mudas. Não se recomenda produzir mudas, sem essas providências.

É interessante dispor de uma pequena construção para guardar equipamentos, realizar operações quando estiver chovendo e atender os clientes.

Investimento Inicial:

Conforme a estrutura do empreendimento, o valor estimado, para o empreendedor iniciar esse tipo de negócio, pode ficar em torno de: R$ 110.000,00

-Capital de Giro: R$ 13.000,00

-Investimento em equipamentos e instalações: R$ 97.000,00

-Faturamento bruto mensal previsto: R$ 17.500,00

Exige ainda: Área física necessária: 2000 m²

Importante: Os valores apresentados são indicativos e servem de base para o empresário decidir se vale a pena ou não aprofundar a análise do investimento.

Para mais matérias com oportunidades de negócios acesse a seção de Agro do Sebrae Mercados.

Fonte: Sebrae – SC