149

O Brasil é um dos países com maior participação na oferta de energia de fontes renováveis. O desenvolvimento e o aprimoramento de tecnologias mais limpas, acompanhadas de legislações incentivadoras, fazem com que as fontes renováveis sejam uma opção vantajosa dos pontos de vista social, econômico e ambiental. Os recursos renováveis podem ser obtidos de muitas fontes, entre elas: da energia solar, dos ventos (eólica) e da biomassa (matéria orgânica).

Devido ao clima favorável, rica biodiversidade e vasta extensão territorial, o Brasil leva vantagem no uso progressivo de energia limpa a partir de resíduos e dejetos. Além disso, sua produção agropecuária é ampla e diversificada, em porte e tecnologia, e há inúmeras propriedades rurais em todas as regiões do país.

Essa produção agropecuária diversificada e descentralizada gera muitos resíduos e dejetos que podem ser aproveitados – pelo menos parte deles – em energia. A energia produzida com fontes renováveis e por meio de tecnologias ambientalmente sustentáveis pode suprir as demandas de eletricidade e calor das atividades humanas e industriais, em especial na área rural.

Tais tecnologias estão disponíveis para todos os portes de empresa, até mesmo para as pequenas propriedades, o que torna possível a transformação desses resíduos e dejetos em energia com processos simples e de fácil acesso, trazendo impactos positivos na redução de custos e na melhoria da imagem do negócio pelo adequado uso dos recursos naturais.

O que são resíduos?

Os resíduos são as partes que sobram de processos derivados das atividades humanas e animal e de processos produtivos, como a matéria orgânica, o lixo doméstico, os efluentes industriais e os gases liberados em processos industriais ou por motores.

O acelerado crescimento populacional e das atividades econômicas e consequente aumento significativo de resíduos, em seus diferentes estados, sejam sólidos, líquidos e gasosos, com indesejáveis efeitos no meio ambiente, têm elevado o custo do tratamento desses resíduos para a sociedade. Assim como o aumento das áreas de aterros para a deposição do lixo urbano, contaminação das águas e ar, tanto em áreas urbanas como rurais, também apresenta graves efeitos nocivos pela deposição incorreta dos resíduos e dejetos.

Portanto, reduzir, reutilizar e reciclar são condições essenciais para a garantia de processos mais econômico e ambientalmente sustentáveis, em áreas urbanas e rurais. Os resíduos e dejetos passam da condição de elementos descartados do processo para matéria-prima de co-produtos.

Transformação de resíduos e dejetos em co-produtos é a base do conceito de sustentabilidade do mundo moderno – produzir mais com menos e com menor impacto ambiental, o que significa produzir de forma mais eficiente, com a utilização racional das matérias-primas, água e energia.

Acesse um estudo completo sobre o tema: http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/1444A5CABEE102E383257428004FDF09/$File/NT0003768A.pdf