solteiro-viajante-sozinho

O turista brasileiro vem mudando suas preferências. Seja sob a ótica do consumo, das motivações para a realização de viagens, do poder aquisitivo do consumidor ou da escolha do roteiro, se pode observar características a serem potencializadas. O empreendedor do setor, por sua vez, deve estar atento aos novos sinais do mercado e desenvolver estratégias para conquistar o turista. Diante este contexto de mudanças, um fato merece destaque: o número cada vez maior de viajantes solitários. Esta prática já originou pesquisas na área e mostra às MPE do setor de turismo as oportunidades existentes junto a esse público.

A maioria dos viajantes solitários optam por pesquisar os destinos sem o auxílio de agentes de viagens. As informações divulgadas pela TripAdvisor afirmam que, para colher dicas e boas práticas, um recurso amplamente usado pelos viajantes são os fóruns e sites segmentados. A troca de experiências proporcionada em ambientes como esses dão mais “coragem” a quem vai viajar. Nesses espaços, são compartilhadas as principais dúvidas que podem surgir em viagens feitas solitariamente. Nesta oportunidade, é possível prospectar os anseios desses viajantes e quais expectativas possuem em relação aos destinos existentes.

Muitos fóruns de discussões são divididos por regiões e estados. Neles, turistas fazem questionamentos sobre os destinos, hospedagens e roteiros. O empreendedor pode obter em ambientes como esse, informações sobre os interesses deste público: quais os destinos mais procurados no estado, as hospedagens adequadas e os pacotes indicados para cada tipo de pessoa. Para as ofertas de pacotes e/ou serviços serem mais assertivos, nada melhor que buscar os anseios dos turistas junto deles.

Confira alguns fóruns utilizados para a troca de experiências:

trip

Características do Turista Solitário:

  • Muitos chegam aos destinos motivados por uma viagem de negócios. Outros, realmente pela falta de uma companhia disponível para viajar;
  • Gastam entre R$ 2 mil e R$ 5 mil e reservam de R$ 500 a R$ 1,5 mil para compras;
  • 22% dos viajantes buscam conhecer a cultura do local escolhido;
  • 52% das mulheres e 56% dos homens acreditam que a possibilidade de viajar sozinho proporciona mais liberdade;
  • 19% das mulheres e 11% dos homens recorrem aos serviços de empresas especializadas para programarem os passeios.

Hospedagens e serviços que podem atrair um viajante solitário:

  • Albergues e hostels: muito mais que a divisão do espaço, os albergues e hostels podem ser uma oportunidade de dividir experiências e fazer novas amizades. Para o viajante que vai sozinho ao destino, esta pode ser a melhor opção para amenizar a sensação de “estar só”. O empreendedor que pretende oferecer serviços aos viajantes solitários deve estar atento a esse aspecto e considerar esse tipo de hospedagem.
  • Passeios e traslado: as opções de traslado e passeios ao turista que viaja sozinho deve, obrigatoriamente, transmitir segurança. Aos empreendedores que irão oferecer serviços a este público, a atenção sob este aspecto é fundamental, considerando que cada vez mais mulheres se aventuram a realizar suas viagens sozinhas e são elas que mais se preocupam com a segurança.

Assim, o empreendedor do setor de turismo do estado pode explorar aspectos que possibilitem a troca de experiências, diversão do turista e preço justo. Afinal, uma experiência positiva pode fazer um turista solitário trazer companhia para uma próxima viagem.

 

Para saber mais, leia a matéria completa no Boletim de Tendências de Turismo e acompanhe outras como essa no Sebrae Mercados. Lá você irá encontrar sugestões dos nossos especialistas para inovar e impulsionar seu negócio, além de ficar por dentro das novidades do mercado de Turismo.