Segundo o Censo 2010, o último realizado pelo IBGE, o percentual de crescimento da população evangélica aumentou consideravelmente, de 6,6% para 22,2%.

Os evangélicos foram o segmento religioso que mais cresceu no Brasil. Em 2000, eles representavam 15,4% da população. Em 2010, chegou a 22,2%, um aumento de cerca de 16 milhões de pessoas.

Esse panorama reflete a necessidade de lojas específicas que atendam a demanda do público em questão. Para agradar esse nicho, os empreendedores devem investir em roupas discretas, com cores sóbrias, sem muitos enfeites.

Dicas:

·        Evitar o exagero, roupas que chamam muita atenção não é a preferência desse público alvo.

·        Abrir mão de peças que tenham fendas ou decotes ousados e transparências. 

·        Prestar atenção no comprimento, saias e vestidos muito curtos não se adequam a proposta.

·    Algumas mulheres preferem utilizar exclusivamente saias e vestidos, outras fazem uso de calças também. Tente mesclar peças e aumentar as opções.

·        Visitar eventos é uma forma interessante de conhecer mais sobre o mercado e o setor.

·    É possível investir em lojas físicas e também em meios virtuais, como e-commerce, facebook ou até por whatsapp.

vintage-woman-635255_960_720