A pesquisa Sophia Mind, realizada com 1.311brasileiras, entre 18 e 60 anos, que teve como objetivo avaliar a satisfação das mulheres com a aparência e entender como ocorre o consumo de produtos, também revelou qual é o papel da internet para elas quando este é o assunto.

Apenas 12% das mulheres entrevistadas não usam a internet para buscar informações sobre produtos de beleza. Para as demais (88%), a internet possui diversas finalidades, que vão desde a busca de informações até o processo de compra de produtos.

A principal atividade realizada na internet é a leitura de dicas de como usar os produtos de beleza – encontrada em sites com conteúdos femininos, redes sociais, sites dos fabricantes, entre outros. Um dado importante para estabelecimentos que prestam serviços, porque a vaidade que cerca o público feminino não tem hora nem lugar para ser retocada.

Assim, o relacionamento com as consumidoras pode ser muito mais estreito quando os salões de beleza, por exemplo, usam esses canais para oferecer maneiras práticas de obter sucesso com a aplicação de produtos, principalmente se considerado que a indicação de produtos pelo cabeleireiro é muito relevante para 39% das mulheres. Se computado o número de mulheres que acham as indicações desses profissionais importantes, o percentual sobe para 87%. Enfim, as indicações dos profissionais de confiança podem ser essenciais para esse relacionamento online.

Não são apenas os profissionais que têm esse poder de influência, uma vez que a opinião de amigas também é bastante importante. Para 77% das mulheres essas indicações são importantes ou muito relevantes.

As atividades de interação entre as pessoas, que ocorrem em redes sociais, evidenciam a relevância do marketing digital para o setor. É por esse meio que 52% delas buscam de indicações de outras pessoas.

A publicidade na internet e redes sociais têm papel importante na decisão de compra. As indicações positivas para a publicidade na internet somam 38% contra 32% da publicidade na TV. Os comentários em redes sociais somam 45% de indicações positivas, mostrando a força desta mídia e da troca de experiência entre as usuárias de internet.

A comparação de preço também é relevante para mais da metade das mulheres. Qualidade e preço são os atributos que as mulheres procuram quando estão decidindo uma compra.