beleza01

De acordo com dados do IBGE, acontecem anualmente mais 1 milhão de uniões em todo o Brasil. O Instituto aponta que o número de casamentos cresce, assim como cresce o de recasamentos – casamentos em que pelo menos um dos cônjuges era divorciado ou viúvo.

O “casa e recasa” da população movimenta cifras animadoras no país todo. O Distrito Federal se destaca como o local no qual os gastos com festas são 174% maiores que a média nacional, conforme pesquisa Data Popular sobre o setor publicada em 2012.

O volume de negócios no país todo impressiona: em 2013 o setor movimentou R$ 16 bilhões. Para 2014, o segmento espera crescer cerca de 8% em relação a 2013. Os gastos com festas e cerimônias têm apresentado um crescimento anual médio de 10,4%.

A pesquisa do Instituto Data Popular entrevistou 1.400 pessoas. Entre respostas de internautas, noivas, mães de noivas e pessoas em eventos sobre casamentos, o resultado mostrou que decoração, entretenimento e alimentação são os tipos de serviços mais contratados para as festas e que na hora de colher informações sobre produtos e serviços, a internet é a principal canal, onde blogs se destacam por serem considerados mais atuais que as revistas especializadas.

 

Oportunidades

Estima-se que para preparar uma cerimônia de casamento, os noivos precisem reunir de 38 a 42 serviços diferentes. Muitos dos quais podem ser prestados por microempreendedores individuais, como, por exemplo, fotógrafos, maquiadores, cabeleireiros, massagistas, músicos e mestres de cerimônia.

Muitos outros serviços, normalmente prestados por pequenas e médias empresas, integram essa lista. De seguro que garante indenização de prejuízos, como danos acidentais aos trajes do casal, presentes de casamento e até custos ocasionados pelo eventual cancelamento do evento, à locação de equipamentos de som e luz, fornecimento de refeições, agenciamento de viagens.

Embora existam muitas oportunidades para empreender, o setor reúne também algumas características que dificultam a vida de quem decide se aventurar neste ramo. A Abrafesta – associação que representa o setor – alerta que esse é um mercado muito dinâmico, bastante pulverizado e com concorrência acirrada.

Embora os clientes continuem demandando serviços que preservam os ritos sagrados para o momento da consagração da união e, para confraternizar com família e amigos, eles estejam totalmente abertos ao criativo e inusitado, há sempre novas tendências. As empresas que não acompanham tais mudanças são facilmente substituídas.

Para melhor acompanhar a efervescência do setor, empreendedores e empresários têm ao seu alcance uma extensa agenda de Feiras de Negócios. Na capital federal, por exemplo, em abril de 2014, a IX Mostra Noivas e Festas reuniu 80 empresas expositoras que foram visitadas por mais de 3 mil pessoas.

O SEBRAE, em cada unidade da federação, oferece apoio à participação em feiras. Para saber que tipo de apoio é mais adequado para seu momento empresarial, acesse o link www.sebrae.com.br e identifique o endereço mais próximo para receber atendimento.

Leia também os seguintes conteúdos relacionados