Visitei o 27º Salão do Automóvel de São Paulo e, em meio aos lançamentos dos novos veículos pelas principais marcas do mercado automobilístico brasileiro e mundial, algo muito interessante me chamou a atenção: os negócios sobre rodas.

Não é novidade para ninguém que muitos tipos de negócios dependem de um veículo para a sua operação, seja porque necessitam dele para a entrega de produtos, seja porque ele é parte integrante do negócio, como por exemplo uma empresa de turismo receptivo. Agora, imagine uma agência de turismo, um salão de beleza, uma clínica de estética ou uma loja de roupas funcionando dentro de um carro. À princípio, estes estabelecimentos necessitam de um ponto fixo para suas operações, certo? Mas no  Salão do Automóvel vi exatamente o contrário.

No estande da CN Auto, importadora oficial dos veículos chineses Tower e Topic para o Brasil,  havia algumas opções de customização de veículos para tornar um negócio itinerante. Entre as alternativas, destacavam-se uma boutique e um salão de beleza. O custo médio de uma customização gira em torno de R$ 25.000, que é somado ao valor de R$ 82.000 do veiculo 0km, neste caso uma van, e mais uma taxa de franquia em torno de R$ 30.000. Com isso, o custo total fica em aproximadamente R$ 137.000. Comparando a investimentos necessários para a abertura de um ponto fixo, que pode superar em muito este valor, o negócio torna-se atrativo.

Vantagens de ter um negócio itinerante

    Pode ir aonde o cliente está;
•    Possibilidade de explorar mercados locais diversificados;
    Há chance de realizar vendas em situações diferenciadas, como em eventos.

Entretanto, o empreendedor deve também analisar variáveis que podem representar alguma desvantagem e risco ao negócio, como os custos de manutenção do veículo, seguros e condições adequadas de estacionamento. Ainda é necessário estar atento aos códigos e normas municipais onde se pretende atuar, pois pode haver restrições de funcionamento que, se infringidas, podem gerar uma multa grande para o negócios.

Para empreendimentos já estabelecidos em um ponto fixo, o negócio sobre rodas pode ser uma oportunidade para inovação e diversificação. Há que se avaliar os investimentos de expansão para um novo ponto fixo, comparando-os com o investimento necessário para o negócio itinerante, sem esquecer também de analisar a expectativa de retorno para ambas as opções. De posse dessas informações, o passo seguinte é tomar a decisão certa.

Caso de sucesso

A  Boutique de Rua é uma empresa que nasceu da venda porta a porta. Para atender às necessidades da consumidora, adaptaram uma van para torná-la uma boutique com provador e todos os equipamentos e conforto de uma loja tradicional. A ideia deu tão certo que eles expandiram os negócios sob o formato de franquia de licenciamento de marca. Além disso, diversificaram o negócio e mediante parceria com a CN Auto criaram a Boutique de Rua Transformações, com o propósito de transformar vans em comércio móvel para qualquer tipo de negócio.

Conheça mais em boutiquederua.com.br.