MoveisDeficienciaIntelectual

Pessoas com algum tipo de deficiência geralmente necessitam de acessórios e equipamentos que facilitem suas vidas, assim como de ambientes que sejam adaptados às suas necessidades. Ao tratar de móveis para pessoas com deficiência mental ou intelectual, há uma demanda por ambientes que estimulem a criatividade, promovam a interação e proporcionem maior autonomia.

Com o intuito de incentivar o desenvolvimento e tornar a vida mais alegre e dinâmica desse público-alvo, o segmento de móveis especiais precisa dedicar mais atenção na fabricação das peças.

De acordo com o Censo 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 45,6 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência, seja ela visual, auditiva, motora, mental ou intelectual. Esse número representa 23,9% da população do país.

Necessidades específicas
Pessoas com deficiência mental ou intelectual devem ser constantemente estimuladas para reduzir ou superar suas dificuldades de desenvolvimento, comportamento e relacionamento, assim como para ampliar seu desempenho acadêmico, profissional e sua interação social e familiar.

Nesse sentido, alguns cuidados devem ser observados na hora de montar o ambiente físico onde essas pessoas passam a maior parte do tempo. Ambientes aconchegantes, além de cores alegres que estimulem seu intelecto, fazem com que pessoas com deficiência mental ou intelectual se sintam bem acolhidos.

Além disso, a utilização de móveis apropriados que facilitem a circulação e ofereçam maior autonomia deve ser outro aspecto levado em consideração.

No entanto, apesar de algumas iniciativas, há carência no mercado brasileiro de fabricantes de móveis que desenvolvam ou adaptem móveis para pessoas com deficiência intelectual, principalmente mesas, cadeiras e camas.

Para saber mais sobre o tema, bem como quais são as ações recomendadas para quem pretende empreender nesse segmento, leia a íntegra do Boletim de Tendências – Móveis de Madeira.

A publicação está disponível para download (em PDF). Para acessá-la, é preciso estar cadastrado no Sistema de Inteligência Setorial (SIS), desenvolvido pelo Sebrae/SC. O cadastro é gratuito, fácil e rápido. Para efetuá-lo, clique aqui.

Se você já é cadastrado, clique aqui para acessar diretamente o boletim.