O artesanato é uma das formas mais tradicionais de representação da cultura brasileira. Deixou de ser uma atividade econômica secundária e se tornou fonte exclusiva do rendimento de muitas famílias.

A moda utiliza o artesanato para inovar e se diferenciar. É possível encontrar essa tendência em desfiles nacionais e internacionais. A moda brasileira tem se destacado no exterior com renda, bordado, crochê, marchetaria e outros trabalhos manuais.

É o caso de Martha Medeiros, estilista alagoana que criou sua marca homônima em 2004, especialista em transformar a simplicidade das rendas brasileiras em peças exclusivas, deslumbrantes e luxuosas. Ela trabalha com cinco tipos de rendas: bilro, renascença, filé, labirinto e boa noite.

Logo no primeiro ano da loja, foi convidada para expor na loja Selfridges em Londres, no ano seguinte, passou a exportar para o Oriente Médio, Inglaterra e EUA. Martha foi a primeira brasileira a expor no museu dedicado à renda em Calais, na França, em 2010.

A inserção do artesanato agrega valor ao produto de moda e fortalece o produto perante o mercado. Além de representar a memória popular e o potencial criativo contido em suas técnicas. Dica para os micro e pequenos empreendedores que desejam criar algo singular, fora da uniformidade encontrada na cadeia produtiva da moda.

martha medeiros

Martha Medeiros – Coleção Helena Bordon Resort