Depois de muitos anos de crescimento, passando por um período de estagnação com a retirada de descontos ou isenções do Imposto Sobre a Propriedade Industrial (IPI) em 2012, o setor automotivo no Brasil desacelerou em 2014 e 2015. Para os fabricantes e fornecedores do setor esse é um momento desafiador. A redução da demanda por carros nacionais reflete diretamente na produção e, consequentemente, também, no mercado de trabalho.

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) estima que desde novembro de 2013, até abril desse ano, foram em torno de 20 mil demissões. Essas medidas foram tomadas pelas empresas para ajustar a mão de obra e cortar custos. Diante desse cenário de incertezas que envolve toda cadeia automotiva, é imprescindível que as MPE compreendam o atual momento do mercado nacional, que pode ser considerado uma oportunidade para os pequenos negócios. O empresário tem possibilidade de identificar tendências que possam subsidiar oportunidades e novos negócios ao setor.

Veja neste Boletim de Inteligência, dados e estimativas do setor, e como você, pequeno negócio, pode utilizar essas informações para enfrentar a crise e realizar a tomada de decisão de forma assertiva.

MERCADO AUTOMOTIVO NO BRASIL