Para ajudar os artesãos a saber se estão no caminho certo para seus negócios prosperarem, o Sebrae criou uma ferramenta que aponta os fatores-chave para o sucesso de um pequeno negócio nesse setor.  O objetivo é mostrar ao empreendedor os pontos que devem ser aperfeiçoados para que sua atuação seja bem-sucedida.

Artesanato na internet

A partir de um estudo exploratório com revisões bibliográficas e entrevistas com dezenas de especialistas, empresários e consumidores, foram identificados os dez itens mais sensíveis para o sucesso ou fracasso de um varejo online.

Entenda abaixo quais são eles.

Os fatores do sucesso

1. Comercialização

O importante é negociar com diferentes canais de comercialização, sejam eles digitais ou presenciais. Isso garante a rotatividade dos estoques e facilita o acesso dos clientes às peças produzidas.

2. Embalagens para transporte

As embalagens devem ser resistentes o bastante e adequadas ao transporte dos produtos, para que haja pouca frequência de quebras, arranhões ou abrasões.

3. Logística

O fluxo dos produtos deve acontecer sem interrupções, desde o pedido da matéria-prima até a entrega pontual do produto ao consumidor. É isso que vai garantir a sua satisfação e fidelização com a empresa.

4. Gestão

O gestor deve ter capacidade de automotivação, proatividade para o aprendizado e para o trabalho, liderança, maturidade profissional, boa articulação, controle dos processo e das pessoas, planejamento de objetivos e definições de estratégia para médio e longo prazo.

5. Certificação dos produtos

Os produtos devem atender integralmente aos requisitos referentes à autenticidade, qualidade técnica, qualidade formal e estética, representatividade da cultura regional e adequação ambiental e çsocial no processo de produção.

6. Processo produtivo

Produção deve ser realizada de forma racional e logicamente encadeada, desde a extração da argila até a fabricação do produto final, buscando minimizar o risco de perdas e atingir a eficiência produtiva. Também é importante revitalizar o processo por meio de ações de melhoria, prevenção e correção.

7. Acesso a mercados

Utilize sempre em conjunto canais físicos e digitais para venda e distribuição.

8. Trabalho em rede

É importante participar de comunidades e fazer trocas de informações sobre os processos de produção, formação de preços, redução de custos de transporte e eventos de mercado. Esta socialização também permite difusão e disseminação de seus produtos em regiões que não teria acesso, se trabalhasse de forma isolada.

9. Equipe de trabalho

A equipe deve ser treinada para empregar as melhores práticas no processo de produção, operar os equipamentos com eficiência e garantir a economicidade.

10. Foco direcionador dos negócios

Identifique e satifaça as necessidades dos compradores.

Acesse a ferramenta

A ferramenta elaborada pelo Sebrae se destina a empresários que tenham negócio no segmento. Se você não tem negócio nesse segmento, selecione a opção “Não”, quando lhe for perguntado. Você ainda terá acesso ao conteúdo.

Após o cadastro inicial, você responderá a dez perguntas de múltipla escolha, elaboradas para identificar a performance do seu negócio em relação a cada um dos dez fatores-chave. Para cada resposta, há sugestões e dicas de como melhorar o desempenho naquele fator.

Ao final, você receberá um relatório por e-mail com as seguintes informações:

  • Nível de competitividade mercadológica.
  • Análise sobre vantagens e desvantagens competitivas.
  • Recomendações práticas, com textos e dicas exclusivas, links para vídeos e outros conteúdos para melhorar seu desempenho.
  • Gráfico mostrando sua performance.
  • Resultado comparativo do desempenho de sua empresa em relação aos demais empresários do segmento que utilizaram a ferramenta.

ACESSE AQUI A FERRAMENTA