As cervejas artesanais provenientes de microcervejarias brasileiras têm ganhado cada vez mais espaço nas prateleiras de supermercados, nas lojas especializadas (físicas e virtuais) e em serviços de alimentação (bares e restaurantes). De acordo com a Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe), as microcervejarias se caracterizam, na maior parte das vezes, pela produção de pequenas quantidades de cerveja, desenvolvidas com ingredientes especiais, maior quantidade de malte por hectolitro e em microindústrias de origem familiar. O objetivo deste relatório é apresentar informações relevantes, como inovações, tecnologias e boas práticas, para que empreendedores ou empresários atuantes no setor possam aumentar sua produtividade e melhorar o seu negócio.

O estudo traz tendências e dicas para o empresário como:

  • Disponibilizar e planejar uma experiência de consumo como fator de envolvimento com a marca.
  • Trabalhar a associação da bebida à gastronomia. Fazer parcerias com o varejo especializado e food trucks são ações frequentes no setor.
  • Instalação de loja na proximidade da  unidade fabril para oferecer visitas ao processo produtivo aos clientes.
  • Criar uma marca e uma embalagem de impacto.
  • Tendência global de diminuição do teor alcoólico.

Acesse o estudo aqui

Capturar4