img-dicas-loja-virtual

 

Capítulo 10:
MARKETING E PUBLICIDADE

 

No que se refere ao serviço de marketing e publicidade digital, o assunto mais questionado para o pequeno empreendedor é a viabilidade. O mito dos custos exorbitantes para se obter serviços de comunicação ainda perambula no mercado.

 

De outro lado, um outro mito: investimento na internet tem, praticamente, custo zero. Encontrar o ponto de equilíbrio é o desafio do bom gestor, que precisa de auxílio para uma comunicação profissional, mas também é realista, e sabe que em um mercado muito competitivo e globalizado, realizar investimentos estratégicos para alavancar seu negócio, é vital.

 

Considerando um micro ou pequeno empresário queira abrir um negócio especificamente na internet, que não tenha uma loja física ainda, o caminho a ser percorrido inclui a criação de uma identidade visual competitiva no mercado, que realmente transmita os valores da empresa, sobretudo, com uma divulgação assertiva, identificando e mapeando seu target.

 

PUBLICIDADE É CARO: MITO OU VERDADE?

 

Malu Melo, da agência Saatis, teoriza a respeito da visão, muitas vezes equivocada, sobre o investimento em marketing ser muito dispendioso e elevado: “Na verdade, se a verba de marketing for bem aplicada, não há a necessidade de se ter um volume financeiro muito grande. Se for realmente dedicado às mídias corretas e de maneira inteligente, é possível que se tenha resultado em mídia digital sem gastar grandes fortunas”.

 

As agências defendem que para o investimento não ser exorbitante é importante saber o tamanho do mercado que se deseja penetrar e, definitivamente, elaborar um plano de comunicação, de curto a longo prazo. Do design estratégico às redes sociais, tudo interage para contribuir com o sucesso de um negócio.

 

Malu incentiva o micro e pequeno empresário: “Ter confiança no próprio negócio, acreditar que as coisas não são construídas da noite pro dia e que o trabalho, quando bem feito, vale a pena, dá frutos. Com um pouco de paciência, sem imaginar que o dia seguinte de suas lojas virtuais já estarão bombando, o resultado é perceptível. Em cerca de uns seis meses, um negócio pode trazer retorno”.

 

O MARKETING SE APROXIMA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS

 

O serviços de publicidade digital, importantes para difusão de um negócio, contemplam desde o site do cliente anunciante, e-mail marketing, criação e veiculação de banners e toda a parte de mídia e redes sociais. Essas áreas normalmente requisitam certos conhecimentos técnicos bem específicos e, por isso, o surgimento de agências e consultorias contribuem tanto para essa área.

 

“Prestamos um serviço de consultoria gratuita em feiras, sobre SEO e SEM, assuntos ligados a otimização de sites em buscadores e a links patrocinados. Esse trabalho tem alcançado mais as pequenas empresas, principalmente aqueles que já tem um negócio e querem se enveredar para o mercado de e-commerce. A consultoria dura 20 minutos e aponta diversas diretrizes e possibilidades para os negócios”, declara Priscila Miguéis, gerente de marketing da Ad Dialeto Agency, agência digital de grande expressividade.

 

Como principais ferramentas de marketing digital, é destacado o trabalho de SEO, SAC 2.0 e anúncios no Google AdWords. De acordo com o especialista Felipe Bazon, gerente da SEO Marketing, os pequenos empresários devem estar atentos às oportunidades como, por exemplo, o AdWords: “Ele é instantâneo. Dependendo do investimento que você tiver e do nicho de atuação, o alcance é amplo. A verba é de acordo com a disponibilidade do cliente anunciante, a campanha é veiculada quase que instantaneamente e o retorno em cliques é praticamente imediato. É muito rápido”.

 

A SEO Marketing possui de 40% de PME em sua base de clientes, que contratam serviços mais baratos, cerca de R$1.000,00 mensais. Os serviços de agenciamento podem variar, sendo cobrados por fee (valor fixo mensal), comissionamento sobre veiculação, ou ambos. O porte do cliente interfere no valor cobrado.

 

Felipe alerta, ainda, sobre o cuidado com o conteúdo utilizado no marketing digital, rechaçando o amadorismo nesse tipo de trabalho: “Iniciar um anúncio é fácil. Porém, fazer dele algo estratégico e direcionado às reações corretas, aos objetivos traçados, estabelece a distância entre o serviço profissional e o amador, incluindo até a linguagem adequada, seja em texto, seja em imagens”. Sobre a facilidade ao acesso nas redes sociais, Filipe complementa: “Como muitos jovens dominam o ambiente das redes sociais, muitas vezes são convocados para ajudar seus amigos ou tios empresários e, na maioria das vezes o resultado é nulo ou medíocre”.

 

 

REDES SOCIAIS COMO CANAIS PARA DIFUSÃO DO E-COMMERCE

 

Clarissa Pantoja, Gerente de Marketing da Plataforma Digital da Skol, enxerga a entrada nos canais digitais como natural, para um micro ou pequeno empresário que precisa difundir seu e-commerce. “De modo geral, em nossa visão, não é necessário estar em todas as redes sociais. Atualmente, o que seria mais indicado é o uso de Facebook, pois hoje concentra a maior parte de internautas, tornando-se a principal plataforma. Esse meio permite com que você tenha uma fanpage, na qual você pode divulgar todos os novos produtos e criar awareness da marca”, afirma Clarissa, que também acredita que os blogs, hoje em dia, precisam ter uma relevância muito grande em seu assunto para ganhar um bom destaque, sendo assim, “valeria a pena apenas se o empresário for um especialista em sua área ou se tiver o aval de um grande profissional para suportar essa demanda”, complementa a estrategista digital.

 

Clarissa também avaliza a importância de um modelo de negócios que sustente um posicionamento para a marca: “O principal que as empresas precisam ter, sempre, é o seu posicionamento de marca”. Dessa forma, fica mais fácil selecionar a linguagem e o “tom” utilizado nas postagens. “O conteúdo de postagem do Facebook precisa refletir bem esse posicionamento. Toda vez que um post for feito, é preciso entender se ele passa o que é a marca e qual é o seu posicionamento”, reforça a gerente.

 

Por: Alexandre Teixeira, publicitário, docente e consultor de Branding, Marketing e Negócios Digitais.