mudanças na empresa

Eliminar gastos desnecessários, ficar na melhoria dos processos, buscar alternativas criativas de melhorias nas atividades diárias da empresa. Essas são alguns exemplos dos desafios do empreendedor em seu caminho para o sucesso. Entretanto, alguns podem chegar aquele momento em que tudo está correndo perfeitamente bem e se indagam se é necessário mudar algo.

Porém a maior questão que envolve o assunto é por que mudar, por que alterar o que funciona? Por que fazer com que várias pessoas se dediquem à execução de novos métodos, se tudo está funcionando perfeitamente bem?

Para entender melhor temos que responder a pergunta: O que significa funcionar perfeito?

Se o empresário não conseguir responder essa pergunta de imediato é por que, querendo ou não, existem pontos que podem ser melhorados na empresa.

Ainda que em linhas gerais o processo funcione muito bem: a qualidade é boa, a taxa de reclamação é aceitável, prazo de entrega excelente, clientes satisfeitos, etc. Pode-se fazer rapidamente uma lista de mais de cem motivos para justificar que tudo sempre funcionou e que não há a necessidade de nenhuma mudança.

Entretanto, mudanças nem sempre significam colocar a empresa de “cabeça para baixo”, ou seja, mudar drasticamente os métodos empregados de um dia para outro, redimensionar todas as atividades e obrigar todos os envolvidos a aceitá-las e empregá-las em suas funções.

Elas podem simplesmente melhorar um método ou uma sequência de ações dentro de uma área de atividade especifica, por exemplo, do escritório.

Conheça no artigo os pontos a serem observados para a identificação de áreas passíveis de melhorias que, na maior parte das vezes, podem ser mais simples do que você  imagina.

Acesse o artigo do Sebrae “Se tudo sempre funcionou, por que mudar?” e obtenha mais informações.

Acompanhe mais matérias como essa na seção de Educação do Sebrae Mercados.