061

O mercado de café expresso já está consolidado. Há alguns anos, era apenas um nicho a ser explorado. Hoje, há inúmeras opções de boa qualidade, o que facilita o negócio. A cafeteria é um tipo de negócio que está relacionada à satisfação pessoal do cliente e, com isso, é possível diversificar nos produtos e serviços oferecidos. Este ramo exige um conjunto de cuidados que o empreendedor deve levar em consideração na hora de decidir-se a ele: a localização deve ser especial; o café deve ser de qualidade; o atendimento deve ser condizente com a filosofia do negócio; e as instalações devem refletir esse conceito.

A expansão na preferência pelo preparo de café expresso é um fenômeno mundial. Um dos desafios é a conquista do público jovem, um dos principais alvos deste tipo de negócio. É destacada a preocupação que se deve ter com o ambiente agradável para o convívio social.

Para reduzir os riscos e ter informações mais precisas sobre este segmento é aconselhável que se faça uma pesquisa quantitativa e qualitativa do mercado que se irá ingressar.

Um estabelecimento que comercializa cafés deve estar localizado em ruas com grande movimento de pedestres. Algumas sugestões de pontos são pequenas lojas ou quiosques em centros comerciais, galerias, centros de convenções, empresas, etc. Além disso, é bom lembrar que uma loja atraente sempre conta pontos.

A pesquisa de mercado será a melhor ferramenta para orientar o empreendedor sobre o melhor local para instalar o café expresso. Ela deverá estar próxima ou no caminho de seu público alvo. A boa localização também quer dizer facilidade de acesso, disponibilizar estacionamento e se localizar próximo a pontos de transporte público.

A estrutura básica deve contar uma área mínima de 23 m², onde serão acomodados todos os equipamentos. A loja de café expresso deve proporcionar um ambiente agradável, com boa ventilação e iluminação adequada. O conforto proporcionado aos clientes será um dos fatores de sua fidelização.